08 dezembro 2011

FRAGE: Você quer mesmo aprender Alemão?

Fiz esta pergunta a mim mesma durante o meu confinamento vespertino na semana passada. A minha resposta (e calculo como sendo a sua também) foi sim, claro. Mas aí vem outra pergunta: Por quê? Eu, particularmente como boa germanófila, ainda pretendo conhecer a Alemanha, nem que seja só como turista :3 E vocês?
Entretanto, há outra pergunta: por que eu estou perguntando isso? Primeiramente foi a vontade de fazer alguma coisa que me levou a este questionamento. (Eu não estava mais aguentando ver tevê, ach! Detesto televisão.) Comecei então a elaborar um manual mental do que eu poderia (aliás, deveria) fazer para aumentar o meu progresso no idioma - afinal, não é porque eu atingi o nível A2 que eu vou me contentar em dizer que eu "falo um pouco" de Alemão toda vez que me perguntarem.
A ideia aqui é transmitir o mesmo incentivo a quem lê. Você tem mesmo VONTADE de aprender o idioma? Não precisa ter um motivo de convencer o papa; apenas REALMENTE QUERER pode te fazer alcançar bastante.

Olhe para o topo do navegador e repita para si mesmo a pergunta do título do post. Qual foi a sua resposta?
SIM: te convido a continuar lendo este artigo.
NÃO: te recomendo dar Ctrl+W, neste caso, o x vermelho é a serventia da página ;)









Ok, se você continuou lendo, é porque respondeu sim. E vai gostar de saber que eu estou compartilhando o manual que eu elaborei mentalmente.
Achtung. Atenção.
Fertig? Pronto?
Los! Vamos!


1: O básico e complicado, porém eficiente

Você já tem o hábito de pegar letras de músicas para aprender? Se não, comece a fazê-lo já. O primeiro benefício (instantâneo) vai ser o ótimo exercício de pronúncia. Em seguida, após aprender a cantar três ou quatro, leia uma tradução com um olho na letra original e compare com a outra (O Letras.mus.br pode te ajudar nisso, eu confio). Você vai descobrir termos, adquirir um pouco de vocabulário e aprender a interpretar sintaticamente. E não é só descobrindo uma ou duas palavras novas.

2: Anote!

É incontestável: mesmo que você tenha boa memória e acabe decorando as coisas a longo prazo, uma forma infalível de memorizar termos e expressões e afins é anotando tudo. Aproveite as folhas que sobraram de um caderno velho ou compre um bloco de fichário e comece a anotar e organizar o que você aprende e descobre. Pode ser até no bloquinho de notas do celular (acredite, é super eficiente - fora que você vai ter sempre à mão).

3: Não se contente com o que lhe é dado

Ok, você acabou de descobrir que Liebe significa amor. Basta? NÃO. Acesse já um dicionário e procure palavras cognatas (que têm a mesma origem): amar, amante, amado. Mantenha uma tabela onde você anota tudo: o substantivo (Liebe), o verbo (lieben) e os adjetivos.
Dicas: Pela zilionésima vez, lembre-se que os Substantivos devem SEMPRE ser escritos com Inicial maiúscula. * Anote também o gênero e a forma plural dos substantivos. * Tente conjugar o verbo que você encontrou e descobrir se ele tem alteração no radical, como sehen (ich sehe, du siehst, er sieht usw) - e também registre qual caso este verbo rege, se é o acusativo ou o dativo. * Quanto aos adjetivos, você pode descobrir mais de um relacionado - a vantagem disso é um vocabulário cada vez mais amplo.

4: Imponha-se exercícios

Nada pra fazer? Ninguém no Skype, o Twitter está chato e você não aguenta mais tanta groselhada clichê no Facebook? Vá exercitar o seu alemão. Repita em voz alta palavras que você acha de pronúncia difícil. Tente formar frases simples com os vocábulos que você sabe. Procure palavras novas. Leia mais um pouco sobre aquilo da gramática que te desenhou um ponto de interrogação na testa.

5: Faça uma pausa

A memória é como um pote: quanto mais coisas você coloca, mais ele enche - e uma hora transborda. Não fique muito tempo fazendo a mesma coisa, isso pode te estressar e te enjoar. Se está difícil demais, pare. O nome disso é incubação e funciona surpreendentemente bem! Vá tomar um gole d'água, comer alguma coisa, jogar Tetris ou GTA; você irá desviar um pouco a cabeça e, quando quiser voltar ao Alemão, já vai estar mais calmo e disposto a entender aquela droga de uma vez por todas!

6: Aprenda e seja feliz

Não tenha medo de falar com o vento se você se lembrar aleatoriamente de algo que considera importante. É comprovado cientificamente que falar as coisas em voz alta também contribui para a memorização! Errou? Repita, que uma hora você acerta. Dê uma aula às almofadas. Forme frases simples na cabeça, tente traduzir o que você está pensando. Parece coisa de louco, mas é divertido e funciona!

7: Anote mais

Quem é que nunca passou pela desagradável sensação de ter uma ideia genial, jurar pra si mesmo que vai lembrar mas, na hora de colocá-la em prática, esquecê-la? Eis uma fórmula para os esquecidos: lembrei, parei, anotei. Neste exercício de traduzir os pensamentos (sim, foi sério), sempre vai ter alguma palavra que você não vai saber como é ou como encaixar. E aí é que entra a nossa fórmula: assim que lhe vier algo novo à cabeça, pare o que está fazendo e anote em algum lugar (bloquinho de notas do celular, uha). Assim, na primeira oportunidade de você ver essa dúvida, você não a terá esquecido. (Vai por mim, esquecer uma dúvida dá mais raiva do que esquecer o que já se sabe.)

8: Observe, compare, contraste

Já aconteceu comigo, confesso: procurar num dicionário uma palavra enorme e dar-se conta de que aquela pérola era só uma variante de uma que você já sabia. Antônimo, advérbio de modo, superlativo, contrário... Peguemos um exemplo, antiinconstitucionalissimamente, a segunda maior palavra da língua portuguesa. Por meio de um monte de prefixos (partícula inserida no início da palavra) e sufixos (partícula inserida no final da palavra), você transforma Constituição nesse mundo de vogais e consoantes. A dica então é: prestar atenção na composição da palavra. Procure achar um radical no meio de tanta letra, você vai ver que vai descobrir o que significa sem apelar para o Google Translation.
Quer ver: Unendlichkeit. Veja o 'end' ali no meio. Ende = fim, final; já dá a noção de que tem algo a ver com fim. Un = prefixo que indica antônimo (podemos deduzir isso direto do inglês, mas não é uma regra). Unend = numa tradução livre, sem fim. Lich = sufixo usado para construir adjetivo ou advérbio de modo. Unendlich = sem fim, infinito, infinitamente. Keit = sufixo para construção de substantivo. PORTANTO, die Unendlichkeit = o infinito, aquilo que é inumerável, que não tem fim.

9: Faça uma declamação e um show!

Que atire a primeira pedra quem nunca ligou um CD no último e transformou a sala num palco e o controle remoto num microfone! É a forma mais básica de praticar: escolha uma letra que você já sabe cantar e repita todos os versos em ritmo de conversa (o como se estivesse declamando mesmo), em velocidades diferentes, e depois mexa na configuração de áudio do computador para fazer as músicas tocarem em velocidade diferente também. Grave-se cantando; futuramente você pode refazer o exercício e comparar o seu progresso.

10: Cace coisas para ler

Se você olhar atrás do seu monitor, tevê ou algum equipamento elétrico, provavelmente na etiqueta das informações técnicas vai ter uma versão em alemão. Tente ler em voz alta. Por serem termos técnicos, é complicado assimilar as palavras enormes de primeira, mas serve como treino para quando encontrar uma dessas em outro lugar.
Outra coisa: jogue no Google algum assunto do qual você entenda. Abra o artigo da Wikipedia e, no canto esquerdo, onde tem a opção de outras línguas, clique em Deutsch e tente ler em voz alta em alemçao. E já que é algo que você já sabe, alguma coisa você entende e o resto, acaba adivinhando...




Concluindo, espero que vocês façam uso das minhas dicas e continuem acompanhando o blog e aprendendo (:
Quaisquer dúvidas, podem me perguntar aqui, no twitter ou no face. Ficarei feliz em ajudar :D
Bis nachher!
Esta obra é licenciada sob os termos da Creative Commons - Attribution ShareAlike 4.0 Internacional. Pode copiar o conteúdo? Pode! Pode escrever algo derivado daqui? Pode! Mas você deve licenciar a sua obra sob os mesmos termos! Saiba mais na página da licença do blog. Mantenha livre o conteúdo livre. Mas não é porque é livre que é festa; respeite o trabalho da autora e dê os devidos créditos. Plágio é crime!

Posts Relacionados

Hey du! Novo(a) por aqui? Não perca nenhuma aula - vá direto ao primeiro post!